DICIONÁRIO

Dicionário de Pernambuquês

Aqui vai uma amostra das palavras e expressões tipicamente pernambucanas. É claro que não é uma lista completa. Aliás, contribuições são sempre bem-vindas.

 [ A ]  [ B ]  [ C ]  [ D ]  [ E ]  [ F ]  [ G ]  [ I ]  [ J ]  [ L ]  [ M ] [ N ]  [ O ]  [ P ]  [ Q ]  [ R ]  [ S ]  [ T ]  [ U ]  [ V ]  [ Z ]

a como é - quanto custa. Ex: - A como é o quilo do tomate, seu Biu? - Pra senhora é de graça, freguesa!

a pulso - à força, na marra. Também se usa "na lei do apulso".

abestalhado - bobo, besta, pateta.

abilolado - ver abestalhado.

abiscoitado - maluco

acochado - apertado. Ex: - Se aperreie não, doutor. Vou deixar os parafusos da roda do carro bem acochadinhos.

adoidado - maluco

afolosado - frouxo, quebrado. Ex: Não sente na cadeira, doutor, que ela está afolosada!

agüado - sem açúcar. Ex: Este ponche está meio agüado, você tem açúcar?

agoniado - pessoa muito apressada

alcatifa - carpete.

alesado - abobalhado, abestalhado

alpercata - sandália de couro.

altear - aumentar o volume da TV ou do aparelho de som.

amofinado - triste, cabisbaixo

amostrado(a) - pessoa que vive querendo chamar a atenção.

amuado - emburrado, fazendo piraça

aperreado - preocupado, com problemas, agoniado.

arisco - brabo, mal humorado

arrasta-pé - forró.

arredar - sair ou tirar do lugar. Ex: Arrede a mesa pra mim, meu bichinho.

arremedar - imitar.

arretado(1) - muito bom, excelente, maravilhoso. Ex: - Êta dicionário arretado!

arretado(2) - irritado, com raiva de algo ou alguém.

arribar - sair, ir embora.

arrodear - dar a volta. Ex: - Mãe, o portão de casa está trancado! - Arrodeia e entra pelos fundos, menino!

aruá - caramujo de jardim; pessoa muito lerda.

atacar - abotoar. Ex: Maria, me ajude a atacar o vestido, por favor.

atolado - com muita coisa para fazer

avalie só - interjeição equivalente a: imagine só, veja só.

avexar - o mesmo que apressar

avexado - apressado.

avia - modo imperativo (alternativo) para avechar. Ex: Avia menino que eu tô avechada.

azuado - maluco

azuretado - confuso, no mundo da lua.

badoque - estilingue, atiradeira.

balaio de gatos - Confusão

basta da égua - Lugar distante, próximo onde o vento faz a curva.

birilo - friso, grampo usado para prender o cabelo

birô - do francês bureau, escrivaninha, mesa de trabalho.

biscoito/bolacha - atenção, paulistas: vamos esclarecer de vez este quiprocó: biscoitos são DOCES, enquanto bolachas são apenas as SALGADAS!

bixiga - interjeição. Ex: que dor da bixiga (para uma dor muito forte)

bôco môco - cafona, fora de moda, de mal gosto

bombeiro - funcionário do posto de gasolina que abastece os carros, frentista

borrão - bloco de rascunhos.

bronca safada - bronca pequena, problema sem importância

buliçoso - aquele que gosta de mexer em tudo.

bulir - mexer em algo.

cabra bom - homem eficiente Ex: Mané é um cabra bom, faz tudo direitinho!

cachete - envelope com comprimido

cafona - fora de moda , ultrapassado

cafuçú - trabalhador braçal.

cambitos - pernas finas.

cangalha - pessoa com as pernas arqueadas.

cão chupando manga - o bom, o cara que sabe tudo, o tal (ver: tampa de Crush, supra sumo do cú do pato).

cão por dentro do mato - pessoa "desenrrolada", com muita iniciativa

carecer - precisar de. Ex: - Mais bolo, seu Zezinho? - Carece não, D. Mariazinha!

catabiu - buracos na estrada.

catraia - o mesmo que quenga, prostituta, mulher de programa

chamegar - namorar, se esfregar no namorado. Ex: - Tás triste assim por quê, mulher? - Falta de chamego.

chapoletada - pancada forte (procure não levar uma!).

checheiro - aquele que vive dando o checho, pessoa que normalmente não paga as dívidas,

chegue - venha. Ex: chegue prá titia

cheguei - de corres berrantes, de gosto duvidoso.

cipoada - cacetada, porrada

comer brocha - passar por apuros, por dificuldades. Ex: comi brocha para mudar o pneu do carro!

comer capim pela raiz - morrer

correndo fazendo vento - expressão usada quando se quer algo rápido. Ex: -Posso ir a praia também, mainha?, -Tá menina, mas vá logo, correndo fazendo vento.

corôca - lagartixa (no interior do estado).

coronha - curta. Ex: calça coronha, calça curta

cortar jaca - estimular, ajudar o namoro de amigos ou parentes.

cú-de-boi - problema infernal, cunfusão.

danou-se - interjeição, significa surpresa. Ex: Danou-se! Agora é que o carro não vai mais pegar!

da candinha - igual a os pés da besta, criança virada no cão, Menino traquina.

dar o tango no mango - dar problema, quebrar, dar a louca.

dar o ganho - se apoderar de algo que não lhe pertence.

dar o checho - não pagar uma dívida.

dar uma carreira - correr atrás Ex: o cachorro da vizinha me deu uma carreira!

de hoje a oito - de hoje a oito dias, inclusive. Ex: Você viaja hoje, Biu? Não, Zé, de hoje a oito!

de jeito maneira - de modo algum.

de rosca - algo difícil de ser realizado, duro de sair. Ex: E este gol que não sai? Parece que está de rosca?

diadema - adorno para o cabelo, no sul do Brasil, conhecido como tiara ou arco

dona maria - vocativo, como se chama uma senhora que não se conhece

dor de veado - dor abdominal que dá em quem bebe muito líquido e vai fazer exercício logo depois.

e apois - significa concordância com alguém ou alguma coisa (e então pois)

eita - interjeição, quando não se espera algum acontecimento; surpresa.

empachado - de estômago cheio

enguiçar - passar por cima de algo de modo prejudicial. Ex: enguiça minha perna.

esmoléu - mendigo, pedinte.

esmorecer - ficar adoentado, sem ânimo

esse menino, essa menina - vocativos. Por ex: - Que horas são, essa menina? - Hora de deixar de ser enxerido, esse menino !

estar com a bixiga lixa - estar com o diabo no couro, estar com tudo.

estar com a bobônica - igual a estar com a bexiga lixa, só que no interior do estado.

estar com a febre - variação de "estar com a bobônica" (ambos na verdade são corruptelas de "estar com a febre bubônica"), também usado no interior do estado. Evite usar esta expressão em Recife: vão pensar que você é "matuto"!

estar com a macaca - mais uma variação de "estar com a bobônica, com a bexiga lixa".

estar com a moléstia - estar mais do que com a bexiga lixa, estar muito "arretado"!

farrapar - faltar a promessa ou compromisso.

fazer o balão - dar a volta com o carro em um circular.

fecheclér - zíper, fecho de calça (do francês: fecho ecláir).

fera - sujeito recém-aprovado no vestibular.

filar - no colégio, olhar a prova dos outros.

fodeu a tabaca de chola! - o que já estava ruim piorou de vez! Equivalente ao espanhol "Ahora és que si fodió todo!". Note que "chola" siginifica cachorra vira-lata no cio. Bem, "fodeu a tabaca" dispensa maiores explicações.

frisos - enfeites cromados em um carro.

fuleiro - de má qualidade (objetos), sem-vergonha (pessoas).

gabiru - rato grande.

galalau - pessoa alta

galego - pessoa loura ou alourada.

gelo baiano - blocos de concreto pintados de branco usados para separar as vias de trânsito.

girador - do trânsito de veículos: circular, rotatória.

graxa - molho de comida. Ex: - Está boa a comida? - Bote mais uma graxinha, a mode lubrificar o peritônio!

guaiamum - tipo de caranguejo de casco azulado e carne adoçicada, muito apreciado.

guaraná - denominação genérica de qualquer refrigerante. Ex: - Que guaraná você quer, Juquinha? - Coca Cola, mainha!

inhaca - catinga, mau cheiro.

jante - roda do carro.

jerimum - abóbora.

juntas - articulações do corpo. Ex. estou com dor nas juntas

lanterneiro - funcionário da oficina mecânica que corrige imperfeições na lataria do carro, funileiro.

lascou a tábua do meio - agora lascou de vez, a vaca foi pro brejo.

leseira - abestalhamento, idiotice.

leso(a) - mesmo que alesado, abestalhado, bobão

lisa batendo - sem dinheiro.

lisa que nem bunda de índio - sem dinheiro.

lisa que nem muçum ensaboado - sem dinheiro.

liso - sem dinheiro.

loló - mistura de éter e clorofórmio utilizada como entorpecente no carnaval. É proibido e prejudicial à saúde!

macaxeira - variedade comestível de mandioca.

malino - treloso, buliçoso muito usada no interior do estado Ex.: este menino é muito malino.

mamulengos - bonecos de espetáculos para divertir as crianças. Teatro de mamulengos: pequeno palco onde os mamulengos se apresentam.

marrafa - prendedor de cabelos

marretar - furtar coisas de pouco valor.

marreteiro - ladrão vagabundo.

maromba - peso, alteres

marobeiro - quem faz musculação, homem forte

massa! - interjeição: muito bom, legal, excelente!

matuto - caipira, pessoa do interior.

meio-fio - paralelepípedos que separam a calçada da rua.

metido a cavalo do cão - metido a besta, sujeito que pensa que é muita coisa sem ser.

miolo de pote - conversa sem conteúdo, bobagem

moringa - vaso de barro onde se armazena água.

muriçoca - pernilongo.

não tem no cú que o periquito roa - pessoa esnobe, mas sem dinheiro.

nó cego - problema de difícil solução; sujeito enrolado, complicado.

nopró - problema de difícil solução. Ex: -Já recebeu o dinheiro? Que nada, deu o maior nopró lá no banco!

nos cafundós do Judas - muito longe. Variantes: Nos quintos dos infernos, onde o vento faz a curva.

no cú do mundo - lugar distante ou desconhecido

o que Luzia ganhou na capoeira - expressão utilizada quando alguém não tem retorno em um investimento. Ex. Fulano ganhou o que Luzia ganhou na capoeira.

oitão - parte do quintal que dá para os lados da casa.

onde candeeiro dá choque - lugar sem progresso, normalmente longe da civilização.

onde o diabo perdeu as botas - lugar muitíssimo distante

onde o vento faz a curva - lugar muito distante

oxe, oxente - interjeições de espanto. Corruptelas de "Oh, gente!".

paia - mulher feia; festa desanimada; objeto ruim, de má qualidade.

pagar uma cadeira - cursar uma disciplina na faculdade, mesmo que a faculdade seja pública

pagar uma materia - cursar uma disciplina na escola, mesmo que a escola seja pública

peba - vagabundo, de má qualidade.

peguento - suado, suarento, nojento.

peia (1) - fulano é peia ou seja fulano é uma pessoa que é muito ruim.

peia (2) - pênis.

peia (3) - corda para subir no coqueiro.

peiar - meter a peia, transar.

peitica - sujeito insistente, renitente.

perronha - sujeito que joga mal o futebol.

pichaim - cabelo carapinhas, enrolado.

pichete - o mesmo que cabelo pichaim.

pirangueiro - sovina, mão-fechada.

pirraia - criança

pirraça - teimosia

pregas de Odete - acima do supra sumo do cú do pato

pro mó de - o mesmo que "pra que se possa fazer", "com o intuito de". Ex.: Painho, compre pão pro mó de nóis fazê sanduíche.

que nem - igual a, tal qual. Ex: - Se avexe, menino, você hoje está que nem aruá!

quenga - prostituta, mulher de programa

quinhão - porção pequena

rela-buxo - festa onde se pode dançar; forró.

relar - arranhar. Ex: - Foi passear de tobogã, relou a bunda.

reparar - sentido de simplesmente olhar, prestar atenção. Ex.: Ei, repare aqui como o pneu do carro tá murcho.

rodagem - estrada (mais usado no interior do estado).

romper o ano - atravessar a festa de ano novo. Ex: - Onde você vai romper ano? - Em Boa Viagem, é claro!

sarará (1) - formiga pequena, da bunda vermelha.

sarará (2) - pessoa de feições negras e cabelo alourado ou avermelhado (provavelmente resultantes do cruzamento de negros e holandeses).

sargaço - algas marinhas.

se abrir - gargalhar, rir em demasia.

segurar a vela - acompanhar um casal de namorados ao restaurante, ao cinema. etc.

sem eira nem beira - sem poder aquisitivo

sem um tostão furado - sem dinheiro. Ver "liso".

seu zé - vocativo, como se chama um senhor que não se conhece

só quando a galinha criar dente - representa dúvida. Ex.: A seca no sertão só vai ser solucionada quando a galinha criar dente.

supra sumo do cú do pato - o bom, o maioral, aquele que está acima do "tampa de Crush" e do "cão chupando manga".

tá com a pleura! - tá danado!

tá vendo tu? - viu só?, olha aí.

tabacudo - abestalhado, abobado, abilolado.

tabelier - painel do carro.

tamborete de zona - sujeito baixinho.

tampa - sujeito bom em algo.

tampa de Crush - é o cara que é "muito tampa": o tipo do sujeito que toma uma Crush quente sem fazer careta!

tico de gente - menino pequeno

tirar o cabaço - desvirginar.

torar - partir, quebrar.

torar um aço - sentir medo intenso, passar por situação de aperto. A origem do nome tem a ver com a contração dos esfíncteres.

toró - Chuva muito forte, tempestade

traquino - menino traquinas, agitado.

treloso - o mesmo que traquino.

tribufu - mulher feia.

um pé lá, outro cá - ir e voltar rapidamente.

virado no molho de coentro - estar com tudo e não dever nada a ninguém, ser capaz das maiores realizações, por exemplo subir em um pé de coentro sem curvar seu caule.

virado no saco de pentelhos - igual a virado no molho de coentro.

vôte, homem! - interjeição de espanto (corruptela de "Vou-te, homem!"). Mais usada no interior do estado.

zambeta - de pernas tortas.

zarolho - vesgo, que tem os olhos trocados.

zezinho - vocativo, menino de quem não se conhece o nome

zoada - barulho, confusão. Ex: - Que zoada é essa? - A banda passando, Coronel!

zona - baixo meretrício, bagunça, confusão. Ex: - Joãozinho, vá arrumar seu quarto, que está a maior zona!

COMO ASSOCIAR-SE FALE CONOSCO MENU PRINCIPAL
O BAIRRO HISTÓRIA CONSELHOS RECIFE IMPRENSA